Papel do Gerente

O papel do gerente muda significativamente na maioria das organizações que estão adotando Scrum. Tradicionalmente, os gerentes são frequentemente envolvidos em decidir sobre o trabalho atual e como fazê-lo.

O que fazer -> Product Owner

A decisão sobre no que a equipe irá trabalhar não está mais no controle do gerente, mas é sim decidida pelo Product Owner. Ele tem a visão geral do produto, do que é mais valioso para os clientes e prioriza o trabalho que a equipe vai atuar.

O gerente não tem papel a desempenhar nisso e deve resistir a fazê-lo.

Como trabalhar -> Equipe

A decisão sobre como a equipe deve trabalhar é delegada à prórpia equipe. A equipe é uma equipe de auto organizada e precisa refletir sobre o que deve ser feito e decidir como fazer e como melhorar.

O diagrama abaixo mostra essas responsabilidades:

Gerentes como construtores de capacidade

Assim, considerando o exposto acima, qual é o papel dos gerentes?

O papel da gerência média é enxergar o todo e construir a capacidade da organização para construir grandes produtos. Ela deve ajudar a equipe e ScrumMaster com [a remoção de obstáculos e implemntação de melhorias] (improvement_service.html). Ela deve ensinar a equipe [como melhorar e resolver problemas] (teaching_problem_solving.html). Ela deve [Sair e ver] (go_see.html) para entender o que realmente está acontecendo no local de trabalho e ver como ela pode ajudar melhor a equipe a melhorar seu trabalho.

O papel da gerência sênior talvez seja menos alterado uma vez que ela ainda está envolvida com decisões estratégicas relacionadas com a empresa e seus produtos. Dito isto, o papel da alta gerência também é ensinar as pessoas — seus subordinados — como ensinar outras pessoas. Ela também precisa ajudar seus subordinados em [resolução de problemas] (teaching_problem_solving.html) e em melhorar o desenvolvimento.

Outra maneira de ver isso é que o valor flui “horizontalmente” através da organização - diretamente para a equipe sem interferência dos gerentes, enquanto que a capacidade é construída verticalmente (veja a Figura 1).

Leitura Recomendada

  • Fifth Discipline—Peter Senge
    O clássico na criação de organizações de aprendizagem e no pensamento sistêmico. Uma oportunidade absoluta para os gerentes aprenderem pensamento sistêmico
  • Lean Manager e Lead with Respect — Michael and Freddy Balle
    Ambos os livros foram escritos como um romance de negócios e seguem um aluno de gerenciamento Lean (Andy) que precisa fazer o salto da gestão tradicional para a gestão enxuta (Lean).
  • Workplace Management
    Taiichi Ohno é o criador original do Sistema Toyota de Produção (TPS) e seu livro Workplace Management é um clássico no pensamento enxuto e da gestão enxuta.
  • Future of Management—Gary Hamel
    Precisamos de gerentes? Gary Hamel acredita que sim, mas o estilo de gerenciamento do futuro está definitivamente mudando.
  • Reinventing Organizations—Frederic Laloux
    Precisamos realmente de gerentes? Frederic Laloux explora as empresas existentes que operam em princípios completamente diferentes. Elas adotaram as ideias de autogestão e baseiam toda a empresa nestas ideias. Você não precisa ir tão lonte quanto a organização pesquisada, mas mostra definitivamente o que é possível fazer.

Como gerentes, recomendamos também verificar as leituras recomendadas para ScrumMaster